DICAS DE CUIDADOS

Poucas coisas trazem tanta vida para um ambiente quanto as plantas. Caso você esteja inseguro na hora de comprar uma planta ou um buquê de flores, não sabe quanta água colocar, se deixa no sol ou não, descubra aqui como cuidar de suas plantas. Daremos alguns truques básicos. As plantas não morrem do nada, elas sempre nos dão dicas do que há de errado. O mais importante é que a experiência direta com a natureza te ajuda a desenvolver esse olhar mais atento. Então não desanime com o primeiro erro. Insista e se apaixone.

FLORES

Se você deseja aproveitar suas flores por mais tempo, siga as nossas dicas.

Flores de corte (buquês)

Assim que chegar em casa, corte as pontinhas de todas as hastes na diagonal (ângulo de 45 graus) e coloque em água fresca. Atenção à sua amarração de seu buquê. O ideal é não soltar completamente, caso contrário o design floral se perderá.

Após cortar as pontinhas das hastes, coloque as suas flores em um vaso com 3 a 4 dedos de água, não coloque mais que isso, pois a haste da flor pode apodrecer em contato com tanta água.

Flores de buquê já foram cortadas, então não fazem mais fotossíntese, por isso não precisam e não gostam de sol, então procure o local mais fresco da casa para colocar seu vaso.

Troque a água de seu vaso uma vez por dia, ou quando a água se tornar turva ou mal cheirosa. Uma das coisas que fazem flores murcharem rápido é a presença de bactérias na água. Ao passas dos dias, retire as folhas, flores, ou ramos que caiam na água do vaso. A presença delas na água favorece o crescimento de bactérias.

CACTOS

Os cactos costumam dar menos trabalho do que outras plantas, mas também necessitam de cuidado e atenção.

Cactos em vasos

Assim que chegar em casa, coloque o seu cacto em local arejado e onde bata bastante sol.
Os cactos são plantas de deserto e sobrevivem a locais extremamente secos. Isso é possível pois eles possuem um caule revestido por um tipo de cera que permite que a água não evapore e contam também com o corpo gordinho e suculento, onde fica armazenado a água.

Eles amam o sol. Por isso a dica mais importante é MUITO sol e POUCA água. Não há uma regra específica para as regas. Tudo dependerá da região em que você vive, do clima, da temperatura do local, do vaso que elas estão plantadas e claro, da quantidade de luz solar que estão recebendo. Pouca água significa apenas um tanto que umedeça levemente a terra. Precisam ser molhadas APROXIMADAMENTE 2 vezes por mês. No inverno pode cair para 1 vez por mês. Não jogue água sobre a planta e nunca encharque seu cacto, pois assim você poderá mata-lo afogado.  

SUCULENTAS

É importante saber que as suculentas são intolerantes a ambientes de sombra. Por isso, é preciso separar um cantinho bem iluminado para elas. Caso você resolva cultivá-las em ambientes internos, o ideal é que as posicione bem próximas de janelas.

Suculentas em vasos ou arranjos 

As plantas suculentas tem suas folhas gordinhas pois armazenam água em seu interior, tornando-as resistentes à secas. O cuidado com as regas é um fator importantíssimo e que definirá a beleza e desenvolvimento de suas suculentas. Elas precisam de pouca água para viver e por isso muitas pessoas acabam perdendo as plantinhas pelo excesso.

Para realizar a rega, molhe apenas o solo. Evite que caia água sobre as folhas pois elas podem apodrecer. Não há uma regra específica para as regas. Tudo dependerá da região em que você vive, do clima, da temperatura do local, do vaso que elas estão plantadas e claro, da quantidade de luz solar que estão recebendo. Se formos estipular um padrão básico pode ser: no verão uma vez por semana e no inverno de uma a duas vezes por mês.

Você pode verificar se sua suculenta está precisando de água colocando um palito no solo, se o solo estiver com a terra levinha, solta e seca, você poderá regar. Porém, se ainda houver umidade, espere.

Lembre sempre que a melhor maneira de cuidar bem de qualquer plantas é observar os sinais. Se a suculenta  estiver crescendo desproporcional e alongada, com as folhas afastadas, precisam de mais sol. Suculentas que estão murchando  e perdendo o brilho nas folhas precisam de mais água. Se perceber que as folhas mais antigas (da parte de baixo) de sua suculenta estão secando, não se preocupe! É o ciclo natural dela. Com cuidado, retire essas folhinhas totalmente secas para deixar sua suculenta com a aparência mais bonita, mas se não quiser fique tranquilo, elas caem sozinhas com o tempo.

PROBLEMAS:

Inseto, ovos ou larvas

Quando você adquirir uma nova planta, faça uma vistoria para ver se não encontra bichinhos indesejados antes de colocar perto das outras plantinhas saudáveis, para assim, evitar contaminação geral.

Cochonilhas

Quando você for regar as suas plantas observe em baixo das folhas e no caule se existem algumas bolinhas brancas (cochonilhas), elas são insetos que se alimentam da seiva da planta e podem até mata-las. Normalmente aparecem em plantas que estão em lugares que não são arejados e secos. Caso você ache conchonilhas você deverá eliminá-las. Primeiro faça uma poda nas áreas mais afetadas  depois uma bela limpeza com uma escova de dentes, pincel, palitos, ou cotonete, retirando TODAS as cochonilhas.

Os fungos e bactérias também podem ser bem perigosos para suas suculentas, ATENÇÃO, eles só aparecem se o ambiente for muito úmido e sem a claridade do sol.

Portanto, para suculentas e cactos sempre saudáveis, mantê-las em local ventilado, seco e ensolarado.